Festival traz programação em defesa da Baía de Guanabara

baía viva

A um anos das Olimpíadas Rio 2016, a Baía de Guanabara tem sido tema de preocupação por parte da população do Rio e dos/as atletas das modalidades aquáticas. Buscando mobilizar as pessoas em defesa de um dos cartões postais da cidade, o Festival Baía Viva promoverá uma programação cultural de ocupação da Baía e seu entorno para cobrar do poder público compromisso com a despoluição e preservação do bioma.

Baía de Guanabara na berlinda

“Não vai acontecer”. Essa foi a afirmação dada pelo secretário estadual de Meio Ambiente André Corrêa em coletiva de imprensa no início deste ano, comentando sobre o compromisso de despoluir 80% da Baía de Guanabara até os Jogos 2016, assumido pelo então governador Sérgio Cabral (PMDB) durante a candidatura da cidade.

Ao longo de quase vinte anos foram investidos apenas R$1,2 bilhão no Programa de Despoluição da Baía da Guanabara (PDBG), iniciado após a Conferência das Nações Unidas sobre o meio ambiente e desenvolvimento ECO 92. Para fazer uma comparação simples, a reforma recente do Maracanã custou mais de R$1,2 bilhão.

Leia mais>> Rio de Gastos “Insustentabilidade Olímpica”

Programa-se 

Música, fotografia, dança e barqueata integram a programação do I Festival Baía Viva que marca o lançamento da campanha Baía Viva. Veja abaixo a programação completa:

Sábado, 08, de 10h às 22h no Aterro do Flamengo, altura dos Jardins do MAM.

– Programação Palco

12h Elma Alegria
12:40h Sergival e o Forró dos caçuás
13:20h Banda Senta Fé
14h Caio Nunez
15h ­Caô de Raiz
16h Bloco do Nada Deve Parecer Impossível de Mudar
17h Nitú
18h Barganhos
18:40h Nêgu Tema
19:20h Ras Bernardo
20:20h Da Ghama

– Programação Baía na Roda

10h Atividades lúdicas para crianças e decoração das tendas

11h Perspectivas do Movimento Histórico Ambiental Carioca (Homenagem a Elmo Amador)

12h Apresentação do Robô para educação ambiental. A questão do lixo sólido na Baía.

13h Reunião da Assembleia da Água

14h Os impactos da Indústria Petrolífera na Baía de Guanabara

15h Impactos dos mega eventos e apresentação Comitê Popular Rio Copa e Olimpíadas

16h Apresentação Observatório Pesqueiro da Baía de Guanabara

17h Apresentação Verdejar Socioambiental e vídeo em defesa da Serra da Misericórdia

18h Apresentação sobre a situação dos golfinhos na Baía de Guanabara

19h Exibição dos vídeos “Águas do Desterro” sobre a História e atual situação do Rio Carioca, produzido por Flávio de Abreu (diretor da AMAST) – E “Triste Baía” ­ de Gisele Motta.

– Além de atividades paralelas do Maqua Uerj e Sea Shepherd durante o dia e do Coletivo Projetaçãodurante a noite.

#baíaviva #saveguanabarabay

Confirme presença: https://www.facebook.com/BaiaViva123?fref=ts

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

4 + 8 =