Panfletaço marca protesto contra ocupação do Haiti

Representantes de movimentos, redes e organizações sociais se reuniram nesta quinta-feira (15) no Centro do Rio para protestar contra a renovação da ocupação por tropas militares da Missão das Nações Unidas para a Estabilização do Haiti (Minustah).

Foi realizado panfletaço na entrada da estação Central do Brasil e protocolado, no escritório do Ministério das Relações Exteriores e no Centro de Informações das Nações Unidas no Palácio do Itamaraty, documento que  exige a retirada imediata das tropas do país caribenho.

174

 

O prolongamento da ocupação da Minustah no Haiti, que já dura 11 anos, foi renovado nesta quinta-feira pela ONU por mais um ano.

O estudante haitiano Ricardo Bonnet, 19, presente na manifestação desta quinta, destaca que o Haiti não é um país em guerra e que as tropas mascaram uma ocupação estadunidense invisível. Na avaliação dele, os militares só trouxeram repressão para os jovens nas favelas do País, abuso e exploração sexual para meninas e meninos, além de opressão para o povo em geral. “Se a ONU queria ajudar o Haiti, seria melhor construir escolas, universidades, hospitais. Não por meio de opressões. A Minustah só piora a situação”, argumenta Ricardo.

O documento entregue ontem no Palácio do Itamaraty, no Rio, é assinado por organizações de diversos países da América Latina, Caribe, América do Norte (México, Canadá e Estados Unidos), além de Europa e África. O texto exige a retirada imediata das tropas e o fim da ocupação no Haiti.

163

Leia a íntegra do documento Não em nosso nome! Que retirem as tropas e parem a ocupação no Haiti já!

 

*Texto: Comunicação PACS

*Fotos (Destaque e Texto):  Campanha de Solidariedade Haiti Não a MINUSTAH

Os textos e as fotos podem ser reproduzidos em qualquer meio, sem a necessidade de autorização prévia, desde que citada a fonte.

 

Um comentário sobre “Panfletaço marca protesto contra ocupação do Haiti

  1. Pingback: Río de Janeiro: Panfletaço marca protesto contra ocupação do Haiti | Haití NO Minustah

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

9 + 7 =