Instituto Pacs e Campus Fiocruz Mata Atlântica promovem lançamento de vídeo sobre feminismos e agroecologia

O Instituto Pacs promoveu na última sexta-feira (29) a “Roda de Conversa e Lançamento do Guardiãs do Território”, em parceria com o Campus Fiocruz – Mata Atlântica, na Colônia Juliano Moreira, localizada na Taquara, zona oeste do Rio. Com a presença de mais de 40 pessoas, o evento tinha o objetivo de divulgar a cartilha e o vídeo “Guardiãs do Território: Agroecologia e Resistências no estado do Rio de Janeiro”, produzidas em 2018 e lançadas em fevereiro desde ano. O material, produzido com o apoio da Fundação Rosa Luxemburgo, trata do trabalho das mulheres na agroecologia em resposta aos racismos ambientais, como uma aposta contra-hegemônica, anticapitalista, antirracista e antipatriarcal.

Foto: Valdirene Militão

Durante a roda de conversa, foi apresentado o processo de construção coletiva do vídeo em parceria com o GT Mulheres da Articulação de Agroecologia do Rio de Janeiro, contando com a presença de três das seis protagonistas, Ana Santos, Giovanna Berti e dona Rita, moradora da Colônia. No local, existe o projeto Quintais Produtivos, tocado por mulheres agricultoras, que utiliza uma metodologia para replicar a prática da agroecologia no território, tão marcado pela especulação imobiliária e pela violência. A educadora popular e coordenadora do Pacs, Aline Lima, aponta a importância dessa articulação. “Fazer o lançamento do vídeo dando visibilidade a uma história que passou ali para as mulheres dali é muito importante como estratégia de divulgação e como instrumento de reivindicação e enfrentamento político”, explica.

O intuito da produção do vídeo e da cartilha sobre feminismos, resistência e agroecologia no estado do Rio de Janeiro é que as agricultoras tenham uma ferramenta de apresentação do trabalho realizado, como destaca Aline. “A gente pensa nessas ações de divulgação desse vídeo para além da visibilidade do trabalho das mulheres, mas como um instrumento político delas”, afirma. Além disso, a ideia é que as mulheres protagonistas do filme tenham autonomia para tocar eventos de lançamento e debate sobre o tema. 

Foto: Ana Luisa Queiroz

 

A versão online da cartilha está disponível para download na Biblioteca Berta Cáceres, através do link: http://biblioteca.pacs.org.br/publicacao/guardias-do-territorio-agroecologia-e-resistencias-no-estado-do-rio-de-janeiro/

Assista o vídeo também no canal do Instituto Pacs no Youtube: https://www.youtube.com/watch?v=bl9MOFKFD3A

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

8 + 5 =